Perguntas frequentes

Constelação Sistêmica

O que é Constelação Sistêmica?


Trata-se de um método terapêutico, que amplia nossa percepção de mundo e melhora nosso modo de viver. Uma filosofia aplicada desenvolvida pelo alemão Bert Hellinger, que mapeou 3 (três) leis naturais que atuam nos relacionamentos humanos, chamadas de “Ordens do Amor” que são: hierarquia (estabelecida pela ordem de chegada), pertencimento (estabelecido pelo vínculo), equilíbrio (estabelecido pelo dar e tomar/receber). Quando tais leis são violadas numa família, surge um buscador para compensar o desequilíbrio do campo familiar podendo apresentar em diversas situações. Existem várias formas de constelar entre elas temos com bonecos na água e/ou sobre uma mesa, em grupos de pessoas ou com âncoras.




Qual a base científica utilizada nas Constelações Sistêmicas?


O fenômeno das constelações é citado pelo biólogo inglês Rupert Sheldrake, que criou a Teoria dos Campos Morfogenéticos e estudou o fenômeno em pessoas e em animais com grande êxito. Livros conhecidos “Porque os cães esperam seus donos” e “A sensação de estar sendo observado,”. As pessoas interessadas em compreender melhor esse fenômeno podem buscar outra fonte de pesquisa. Além disso, tem como base de estudo a psicologia, dentre ela a Gestalt, Psicanálise, PNL, psicodrama, epigenética, psicogenealogia e neurociência.




Qual a base teórica utilizada nas Constelações Sistêmicas?


A constelação sistêmica a princípio surgiu de um desenvolvimento de técnicas terapêuticas consagradas, extraídas dos trabalhos de Virginia Satir, Jakob Moreno, Fritz Perls, Erickson, e a técnica de programação neurolinguística que foram sintetizados pelo alemão Bert Hellinger. A partir do trabalho de Hellinger, a constelação passou a ser aplicada em organizações empresariais (Gunthard Weber e Jan Jacob Stam), escolas (Marianne Frank), e no Direito pelo (Juiz Sami Stock).




Quais os principais sistemas que influenciam uma pessoa?


O principal é o sistema familiar. Somente pelo fato de ter nascido 50% pai e 50% mãe, o indivíduo carrega toda uma carga de informações vindas dos pais e dos ancestrais. Estas informações exercerão grande influência na personalidade, na saúde, no comportamento e nas escolhas que o indivíduo fará durante a sua vida. A lei do pertencimento que regem o sistema familiar te fará refém até você tomar consciência que pode seguir o teu caminho.




Por que o nome "Constelações"?


O termo “constelação” aqui nada tem a ver com estrelas, astrologia, mas tem uma conotação de uma representação, uma colocação onde os elementos são posicionados numa certa configuração de relações.




Posso constelar online?


Sim, através do atendimento individual com representação de bonecos de mesa ou na água.




Posso pedir para alguém estar junto para assistir minha constelação?


Sim. A escolha é sua em aceitar a presença do outro para assistir a sua constelação. É bastante comum receber nos atendimentos tanto em grupo como individual casais ou amigos. Quantos aos casais eles se unem ainda mais, caminham e crescem juntos!




Criança pode constelar?


As constelações com crianças tem se mostrado muito sabias. Os pais (ou pelo menos um deles) precisam estar presente. As crianças muito pequenas elas mesmas fazem suas constelações como se estivessem brincando e colocando seu sistema em ordem e faz todo sentindo para os pais.




Posso fazer constelação no lugar de outra pessoa?


Sim pode, desde que a questão que você queira trabalhar seja algo que lhe esteja afetando pessoalmente e que seja possível você tomar atitudes concretas a respeito da situação. A constelação não trabalha o problema “do outro”, mas o que está te afetando ao ver o problema do outro. A partir daí, por você fazer parte de um sistema que engloba você e o outro, qualquer mudança sua provocará uma mudança no sistema. Reequilibrando o sistema, a tendência é que o outro também seja beneficiado por isso.




Posso constelar meu filho?


Muito dos problemas que atuam num filho passam pelo DNA dos pais. Os pais podem fazê-lo por seus filhos pequenos, mas nem sempre pelos filhos adultos. Porém, pode ter a iniciativa de constelar um filho adulto e esperar que o campo desse filho se abra. Se abrir é porque esse filho inconscientemente permite.




É possível trabalhar com dependente químico?


Alguns critérios como ele(a) não pode estar “em surto” ou em “abstinência” e precisa “querer” realmente algo. No entanto, os pais podem constelar por esse filho e assim podem perceber algo que seja útil e que possa liberar o seu filho(a) de emaranhamentos.




Posso colocar uma questão de saúde?


As constelações tem tido experiências muito enriquecedoras trabalhando com esse tema. No entanto, esse trabalho não é um substituto para o tratamento médico adequado. Você pode ver algo mais sobre esse tema, lendo o livro “Desatando os Laços do Destino” Bert Hellinger. Fala sobre doentes e doenças.




Como saber qual o tema que irei trabalhar na constelação?


Para isso o facilitador, experiente e com uma escuta atenta poderá auxiliar a identificar sua principal questão que será trabalhada e muito provavelmente terá impacto em todas as outras questões da sua vida.




É possível constelar problemas com o dinheiro?


Sim. Tais questões tem normalmente profundas ligações com as relações dentro do campo sistêmico da família. Muitas dinâmicas envolvendo dificuldades com dinheiro, vem à luz através das constelações.




Constelação é uma prática espiritual?


Conforme post que realizei no meu blog em resposta dessa questão, isso é um mito que ronda sobre as constelações por conta dos campos morfogenéticos. A abordagem sistêmica não está ligada a nenhuma religião ou credo. É considerada uma ciência empírica e estatística e é baseada no campo de ressonância da própria percepção do cliente e dos representantes e do constelador.




Como professora a abordagem sistêmica pode ajudar?


Com certeza. No México e na Espanha, universidades que ensinam essa abordagem aplicada às escolas – a Pedagogia Sistêmica. No Brasil, a editora Atman publicou o livro Você é um de nós, de Mariane Frank-Gricksch – onde ela relata sua experiência de como é possível a aplicação dessa abordagem com alunos em sala de aula. Hoje temos muitos professores nos curso de constelação e que estão aplicando a filosofia sistêmicas para si e para seus alunos com muito retorno gratificante.




Sou muito descrente de tudo, esse fato prejudicaria meu aproveitamento nessa abordagem?


De fato não. Essa é uma abordagem empírica com muitos livros publicados pelo mundo todo. As constelações é baseada na observação direta no sistema familiar que percebemos no cliente e nos representantes. Seus testemunham falam por si só. Não é necessário nenhuma fé, crença, religião para poder participar e aproveitar algo.




Quando os cônjuges estão com dificuldades de relacionamentos as constelações podem ajudar?


Aquilo que leva a tais dificuldades pode se originar de questões inconscientemente ligadas à lealdade de um ou ambos os parceiros a fatos e problemas ocorridos na maioria das vezes, na família de origem de cada um ou como a questão do equilíbrio entre eles. Para aqueles que querem saber mais, sugerimos a leitura dos livros sobre relacionamentos de Bert Hellinger.




Que problemas ou sintomas posso trabalhar com a constelação sistêmica?


  • problemas no relacionamento (afetivo – familiar – geral)
  • doenças, câncer, doenças crônicas
  • distúrbios alimentares como obesidade ou anorexia
  • vícios (drogas, alcoolismo, etc.)
  • medo, fobias, traumas, angústia, depressão
  • dificuldades financeiras e questões com herança, fracassos
  • desenvolvimento profissional
  • questões de fecundidade, abortos e adoção
  • questões empresariais
  • questões jurídicas
  • questões pedagógicas
Para saber mais sobre constelações familiares, pode consultar a documentação existente nesta página – Artigo e vídeo. Se ainda não tem a certeza se o seu assunto pode ou não ser abordado através do método das constelações, pode enviar-nos uma mensagem colocando as suas dúvidas




Temas que posso constelar


A pessoa que deseja vivenciar uma constelação escolhe um TEMA dentro de alguma área pessoal que lhe cause profundo incômodo, dor ou sofrimento, como, por exemplo:

  • Relacionamentos (dificuldade de iniciar ou viver um relacionamento amoroso, relação com a mãe, relação com o pai, comunicação disfuncional com o marido, mau comportamento do filho menor, relações profissionais, etc…)
  • Saúde (depressão, stress, ansiedade, ataques de pânico, perturbações do sono, mau funcionamento do sistema respiratório, miomas, etc…)
  • Dimensões da personalidade (fraca capacidade de vinculação, autossabotagem, tendência a isolar-se, perfeccionismo excessivo, etc…)
  • Padrões comportamentais (comportamentos autodestrutivos, compulsão alimentar, dificuldade em lidar com o dinheiro, procrastinação, etc...)
  • Sentimentos (sensações de vazio, de não-pertença ou de não-integração, falta de sintonia com o corpo, baixa autoestima, sentimento constante de culpa, etc...)
  • Espirituais (dificuldades vocacionais, sensações inexplicáveis, medo da espiritualidade, sonhos recorrentes com um morto, etc...)
  • Organizacionais (dificuldade de captar novos clientes para a empresa, incompatibilidade entre sócios, bloqueio criativo no desenvolvimento de produtos, dificuldade de posicionamento em nicho, etc…)
  • Etno políticos (sensação de desenquadramento sociocultural, dificuldade de concretização em processo emigratório, ser alvo de xenofobia, etc...)




Quais os tipos de atendimentos da constelação?


  • Constelação com Bonecos na mesa: Essa é uma forma de atendimento individual, podendo ser presencial ou online, os bonecos podem ser de vários tipos de material, como madeira, biscuit, papel, em cima de uma mesa para representação do tema em questão.
  • Constelação com Bonecos na água: Essa é uma forma de atendimento individual, podendo ser presencial ou online, os bonecos podem ser de materiais leves, como papel, E.V.A. num recipiente com água onde eles flutuam para a representação do tema em questão.
  • Constelação com Desenho Sistêmico: Essa é uma forma de atendimento individual onde será olhado o tema a ser trabalhado através dos desenhos feitos em papel pelo cliente.
  • Constelação em Grupo: Essa é uma forma de atendimento que utiliza um grupo de pessoas para representação do tema que será trabalhado.




O que é Constelação de Animais (Veterinária)?


Considerando que os animais também possuem seu sistema e podem sim ser constelados, pois tem pais e rede de sistema familiar. Além disso os animais são considerados bioindicadores do nosso sistema familiar. São como “esponjas” dentro de nossas casas absorvendo questões energéticas e emocionais dos membros familiares e doando também energia e amor para o equilíbrio do nosso sistema familiar. Muitas vezes podem até adoecer por isso (quando questões emocionais não são olhadas pelos membros da família).




O que é Direito Sistêmico?


No Brasil, desde 2004, presenciamos a adoção de uma abordagem sistêmica do direito, que propõe a aplicação da ciência jurídica com um viés terapêutico. É o chamado “Direito Sistêmico”, que visa utilizar as leis para tratar questões geradoras de conflito sob uma ótica que rege as relações humanas (ciência das constelações familiares sistêmicas). O juiz brasileiro Sami Storch foi o pioneiro da utilização da abordagem sistêmica para olhar os conflitos, que é uma terapia eficaz na solução de questões pessoais com imenso potencial de uso na área jurídica.




O que é Pedagogia Sistêmica?


A pedagogia sistêmica é uma nova forma de olhar e explicar o processo educativo, que pressupõe que na aula interagem o professor, os alunos e a escola, representada por suas autoridades e o conteúdo acadêmico. Todos com suas histórias específicas, suas origens, seus valores e suas normas. Não é na verdade uma metodologia em si. Ela mostra como muitas das intervenções desenhadas para solucionar problemas na relação escola-aluno-família falham devido ao desconhecimento das leis inconscientes que governam o grupo familiar. Mostra ainda como é possível, através do conhecimento dessas leis, atuar de forma simples e marcante, atingindo os objetivos propostos.





Eneagrama

O que é Eneagrama?


O eneagrama é uma figura geométrica de nove pontas que funciona como símbolo processual. Cada uma de suas pontas representa um tipo psicológico básico correspondente a formatos de personalidade. Composto por um círculo, um triângulo e uma hexade, o eneagrama é uma figura geométrica de nove pontas. Pode ser usado na compreensão e estudo de qualquer processo contínuo. Sua lógica é que o fim é sempre o início de um novo ciclo.




O que é Eneatipo?


É o nome dado a cada tipo de personalidade estudado no Eneagrama. Ao todo são 9 tipos primários. Na psicologia, compreender o eneagrama promove o autoconhecimento. Isso possibilita que o indivíduo se torne consciente das emoções que influenciam diretamente em suas ações e decisões. Além disso, a ferramenta permite que sejam identificados seus padrões comportamentais, bem como elementos motivadores e desmotivadores.




Para que serve o Eneagrama?


O eneagrama serve principalmente como forma de mapear a personalidade do ser humano, trazendo consciência para os padrões de comportamento que são construtivos e destrutivos e oferecendo alternativas para que a pessoa se desenvolva por meio do autoconhecimento.




Qual origem do Eneagrama?


Vem da tradições antigas, do pensamento grego de Pitágoras e Platão às filosofias herméticas e gnósticas, passando pelo judaísmo, cristianismo e islamismo. No mundo moderno, a presença do eneagrama se deve a Gurdjieff. Esse filósofo armênio ensinou filosofia do autoconhecimento profundo no começo do século passado. Gurdjieff deparou-se com o símbolo em uma de suas viagens e passou a utilizá-lo como um modelo de processos naturais. Alguns anos mais tarde, Oscar Ichazo, filósofo boliviano que era fascinado pela ideia de recuperar conhecimentos perdidos, pesquisou e sintetizou os vários elementos do eneagrama. No início da década de 50, Ichazo associou as nove pontas do símbolo aos nove atributos divinos que refletem a natureza humana, oriundos da tradição cristã. Nascia a relação entre o eneagrama e os tipos de personalidade.




Para que usamos o Eneagrama?


O uso do eneagrama nos permite averiguar o que nos faz ser como somos e agir ou pensar como pensamos, assim como reconhecer nossos principais traços de caráter, defeitos e potenciais.





© 2020 Direitos Resarvados a Eduara Minari